Como fornecer alimentos seguros

18 de agosto de 2020 • Colunistas, Liliane Cosetin • Visualizações: 200

Os serviços de alimentação em geral, tem a obrigação de fornecer um alimento seguro aos consumidores. Para isso, é de suma importância ter um profissional da área, responsável implantação e garantia das boas práticas de fabricação durante as operações.
Através de experiência em vários setores, nota-se que o manipulador, com o passar do tempo, acaba relaxando em relação às boas práticas, tanto no aspecto pessoal (manter as unhas curtas, não utilizar nenhum tipo de adorno), quanto no aspecto do desenvolvimento das atividades.
Entende-se por alimento seguro aquele que não oferece risco à saúde ou integridade física do consumidor.

Tipos de perigos que os alimentos podem oferecer ao consumidor

FÍSICO

Cabelo, inseto, lascas de esmalte, vidro, partes dos equipamentos e adornos, são um perigo e podem machucar o consumidor como por exemplo, quebrar um dente, ou pode criar algum tipo de imagem do serviço de alimentação, por exemplo, o cliente pode ficar com nojo e fazer propaganda negativa do local.

BIOLÓGICO

Causado por microorganismos capazes de causar doenças alimentares ou até mesmo intoxicações alimentares.
Para termos a garantia de um alimento seguro, precisamos ter os processos bem definidos e protocolados, assim como os manipuladores treinados, capacitados e monitorados constantemente.

QUÍMICO

Resíduos de produtos de limpeza e produtos químicos em geral.
Essa contaminação pode ser evitada realizando o enxague correto dos utensílios utilizados na manipulação dos alimentos. A correta higienização dos equipamentos e superfícies, assim como a higiene pessoal e operacional do manipulador, além de utilizar a quantidade de produto recomendada. Muitas vezes é percebida pelo consumidor, quando altera o sabor de algum alimento, por exemplo a salada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *