Mãe do menino morto em Planalto diz que é inocente e que há duas pessoas envolvidas no crime

5 de julho de 2020 • Estado, Polícia, Últimas Notícias • Visualizações: 125

Um nova denúncia foi feita por Alexandra Dougokenski, acusada de matar o próprio filho, Rafael Winque de 11 anos, em Planalto – RS.

Em depoimento no dia 27 de junho, disse que matou Rafael por ele desobedecer suas ordens, mas logo em seguida desmentiu o próprio depoimento e alegou ter sido coagida pelos policiais e foi obrigada a dar esta versão.

A defesa de Alexandra abandonou o caso alegando que a cliente tinha sido coagida pela policia.

Porém, na segunda dia 29 de junho, o advogado Jean Severo entregou na defensoria pública um caderno contendo mais de 100 páginas escritas pela mãe de Rafael.

No caderno ela revela que não participou do crime e que é inocente. Ela ainda aponta o envolvimento de duas pessoas na morte do filho.

Nota da Defensoria Pública sobre o assunto:

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, através do dirigente do Núcleo de Defesa Criminal, defensor Andrey Ragis de Melo e da dirigente do Núcleo de Defesa da Mulher, Liseane Hartman, informa que o material entregue será objeto de análise.

A instituição informa que ainda não foi possível conversar com a investigada sobre detalhes do caso penal, já que ela encontra-se, desde a última segunda-feira, internada em um hospital para tratamento de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *