Por ato de bravura, policiais civis de Marau são promovidos

20 de novembro de 2019 • Cidades, Destaque, Marau, Polícia • Visualizações: 187

O Conselho Superior de Polícia (CSP), na tarde de terça-feira – dia 19/11/2019 – julgou a ação dos policiais civis em um ROUBO COM REFÉNS ocorrido na cidade de Marau no final do mês de junho. O órgão colegiado, presidido pela Chefe de Polícia Nadine Anflor, entendeu por unanimidade que a ação do Delegado Norberto Rodrigues, Inspetor Ivan Bernardi e Escrivã Fabiola Pagotto foi extraordinária, que “em ação policial, visando à defesa da ordem e segurança pública, vieram a preservar a vida de outrem, colocando em risco incomum a própria vida, demonstrando elevado espírito público, coragem, audácia, e a presença de qualidades morais extraordinárias”.

Assim, os 03 Policiais Civis foram promovidos por ato de bravura: Delegado Norberto foi para 3ª classe, Inspetor Ivan Bernardi para Comissário e Escrivã Fabíola Pagotto para 4ª classe, das suas respectivas carreiras.

RELEMBRE O CASO:
Na noite do dia 29/06/2019, Policiais Civis receberam informações de que 2 indivíduos mascarados e armados teriam entrado em uma residência nas proximidades da Banco Cresol em Marau. Imediatamente, os Policiais Civis, que estavam de folga, foram ao local verificar o fato, e ao cercar o perímetro, se depararam com um roubo a residência com 03 reféns. Houve confronto com os policiais, restando um criminoso baleado e outro morto, libertando as 03 vítimas sem nenhuma lesão. Na ocasião, ao se impedir o roubo, se elucidou mais 3 casos: um roubo ocorrido horas antes na cidade de Paraí, a recuperação de um veículo furtado em Vila Maria e a recuperação de uma pistola furtada em Marau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *