Beto Albuquerque é indiciado por caixa 2

22 de agosto de 2019 • Cidades, Passo Fundo, Política, Últimas Notícias • Visualizações: 109

Investigação da Polícia Federal está embasada em delação do ex-diretor da construtora Odebrecht Alexandrino Alencar, que afirma ter intermediado o repasse de R$300 mil para o ex-parlamentar que é de Passo Fundo

O ex-deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS) foi indiciado pela Polícia Federal por crime de caixa 2.

A investigação está embasada em delação de um dos ex-diretores da construtora Odebrecht, Alexandrino Alencar. O empresário diz que o ex-parlamentar, que é de Passo Fundo, recebeu em 2010 e em 2012 recursos não contabilizados para sua campanha e também destinados a correligionários do partido.

Alexandrino diz que intermediou repasse de R$ 300 mil para Beto em duas oportunidades.

O caso começou a ser investigado no Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi repassado à Superintendência da PF no Rio Grande do Sul, porque Beto já não é deputado e, por isso, não tem mais foro especial.

O seu caso será agora apreciado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio Grande do Sul, para apuração de delito de falsidade ideológica na captação de recursos de campanha. A pena prevista para esse crime é de até cinco anos de reclusão, além de multa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *