Sessão do Júri na FABE resultou em condenação de réu

14 de maio de 2019 • Cidades, Destaque, Marau, Polícia • Visualizações: 263

Pouco depois das 16 horas e 30 minutos desta terça-feira (14) a Juíza de Direito da Comarca de Marau, Margot Cristina Agostini anunciou a sentença do Júri realizado no auditório do Prédio A da FABE. A magistrada que presidiu a sessão informou que o réu Guilherme Siqueira foi condenado por homicídio qualificado há 12 anos em regime fechado sem o direito de recorrer em liberdade. Atuou na acusação o Promotor de Justiça Substituto, João Francisco Ckless Filho e na defesa o Defensor Público, Elizandro Todeschini.

A sessão iniciou pouco antes das 10 horas da manhã com a presença de estudantes de Direito e comunidade em geral. A sessão teve o acompanhamento do policiamento ostensivo da Brigada Militar e do BPchoque de Passo Fundo. O julgamento foi referente o homicídio praticado em 25 de dezembro de 2107 na Rua Governador Ernesto Dornelles no bairro Rigo, quando Elisandro Rolim, 37 anos foi morto por golpes de machado em sua residência, após desentendimento. Contudo, no dia 09 de janeiro, Guilherme Siqueira com 22 anos foi preso preventivamente acusado do crime.

O Poder Judiciário da Comarca de Marau, pela segunda vez em seis meses realizou Júri nas instalações da FABE. Segundo a Juíza, Margot Cristina Agostini a iniciativa é motivada pela presença do curso de Direito na instituição e desta forma, nas duas ocasiões foi proporcionado espaço mais amplo para o acompanhamento dos trabalhos pelos estudantes. Entende que essa é uma importante contribuição do Judiciário no fortalecimento do curso de Direito no município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *