Pecuária leiteira lidera investimentos do Fundesa

17 de julho de 2018 • Rural, Últimas Notícias • Visualizações: 142

Conselheiros do Fundesa aprovaram na tarde desta segunda-feira (16) a prestação de contas do primeiro semestre de 2018. Ao todo, o fundo recolheu este ano – entre contribuições e rendimentos financeiros – R$ 6,56 milhões. No mesmo período, as saídas entre investimentos e indenizações, alcançaram o montante de R$ 3,45 milhões. O saldo atual do Fundesa é de R$ 79,895 milhões.

A pecuária leiteira foi o setor que mais usou os recursos do fundo. Foram R$ 2,394 milhões, dos quais R$ 2,152 milhões em indenizações tanto para a reposição de animais quanto pelo chamado “risco alimentar”, quando os produtores precisam realizar o vazio sanitário e ficam por um tempo sem poder ter animais na propriedade.  “Vemos este investimento no saneamento como um fator positivo para a pecuária leiteira gaúcha. Eliminar a tuberculose e a brucelose do rebanho é um desafio para o setor”, afirma o presidente do Fundesa, Rogério Kerber.

O Fundesa apresenta contas a cada três meses aos conselheiros. Após a aprovação do balanço, os dados são enviados para as Secretarias da Agricultura e da Fazenda, para o Cade e também para a Assembleia Legislativa. As informações também ficam disponíveis  ao público em geral no site do fundo.  “A transparência é um dos pilares na gestão do Fundesa. Seguimos um rigoroso processo para a liberação e aplicação de recursos”, informa Kerber.

Texto: Thais D’Avila – jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *